Você sabe o que é banho de floresta?

Atualizado: Abr 29

Nós, seres humanos, somos parte da natureza. Por milhares e milhares de anos esse foi o nosso habitat natural. Mas ao longo de nossa evolução fomos nos distanciando dela e hoje passamos 90% de nossas vidas em ambientes construídos. Viver sem luz natural e ar puro afeta nossa saúde e bem estar.

Estudos comprovam que o contato com a natureza de fato faz bem à saúde. Estar na natureza, respirar ar puro, estar em comunhão com os seres em seu ambiente natural é um benefício real para a saúde pois aumenta a imunidade, previne câncer, regula a pressão arterial e até é capaz de curar depressão.

Inicialmente baseado no senso comum de que o ar puro e a imensidão de uma floresta fazem bem ao corpo e à mente, o banho de floresta logo começou a ser estudado e seus benefícios não tardaram a se comprovar. Atualmente, a técnica é usada como forma de medicina preventiva, tendo mostrado resultados na diminuição de cortisol, o principal hormônio causador do estresse, e da pressão arterial, além de melhorias na concentração e imunidade.

O termo foi criado no Japão em 1982, por iniciativa da Agência Florestal do governo japonês e pode ser definido como fazer contato e absorver a atmosfera da natureza.

O banho de floresta, ou shinrin-yoku, em japonês, é uma espécie de terapia florestal que consiste basicamente em ir para uma área de floresta ou mesmo um parque e passar algum tempo em contato com a natureza , explorando-a sensorialmente.

A prática do shrinrun-yoku pode ser feita quantas vezes quiser. Apenas uma tarde pode trazer sentimentos positivos de bem-estar que duram semanas. Após 30 minutos de exposição à natureza, já há redução do estresse, batimentos cardíacos e pressão arterial.

O médico Yoshifumi Miyazaki, da Universidade de Chiba, no Japão, estuda o shinrin-yoku desde 1990 e, junto com outros pesquisadores, comprovou os benefícios da terapia florestal. Os resultados da pesquisa, publicados em 2009, mostraram os seguintes benefícios:

O contato com ambientes florestais reduziu em 13% a concentração de cortisol no sangue das pessoas analisadas, em 2% a pressão sanguínea e em 18% a atividade do sistema nervoso simpático, responsável pelas respostas involuntárias a situações de perigo e estresse, além de uma diminuição de 6% na frequência cardíaca. Os dados foram acompanhados por uma melhora de 56% na atividade do sistema nervoso parassimpático, que responde a situações de calma, indicando um relaxamento biológico.

Além disso, existem estudos que mostram que os aromas presentes em uma floresta agem de modo positivo no organismo humano, diminuindo o estresse e a irritação. A pesquisa analisou os efeitos dos óleos essenciais e dos odores emitidos pelas árvores e sustenta a hipótese de que os pinheiros estão entre os maiores potenciais terapêuticos de uma floresta. Assista o vídeo abaixo com maiores detalhes dessas pesquisas.

Além do Japão, um dos países que está se aprofundando nessa técnica é os Estados Unidos. Na Califórnia, especialmente, é grande o número de instituições se especializando na terapia florestal.

No Brasil a técnica não é ainda muito conhecida mas existem alguns movimentos como o projeto Banho no Parque realizado pela Prefeitura de São Paulo mensalmente no Parque Ibirapuera.

Por último alguns conselhos para quem quiser praticar os banhos de florestas:

1 – A proposta é se conectar com a natureza, sem fazer esforço físico. Então , nada de corridas! Caminhe devagar e faça pausas durante a caminhada. Não tenha pressa !!! Aproveite...

2 – Use roupas leves e sapatos confortáveis.

3 – Desligue o celular e aparelhos eletrônicos. Tente se conectar com a natureza.

4 – Sinta o ambiente ao seu redor através dos seus sentidos. A textura das plantas, o som dos pássaros, observe a paisagem, sinta o cheiro das flores...

5 – É ideal que a terapia seja feita de forma individual e sem interferências. . O silêncio e o contato com a natureza permitem tranquilizar a mente e o corpo e ajudam a expandir o que é percebido pelos sentidos.

Enfim, a prática do “banho de floresta” não é apenas para melhorar a saúde, é também uma forma de aumentar nossas ligações com a natureza, estimulando práticas mais sustentáveis em nosso dia a dia.

Então .. por que não aproveitar esseperíodo de férias para tomar banhos de floresta?

SIGA A GENTE

FACE.png
INSTA.png

FERNANDA@SENTIRARQUITETURA.COM

SENTIR ARQUITETURA 2020 -  TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

DESIGN BY STILO

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________